Vela de cera de coco

Extremamente clara, sem cheiro e de excelente queima, a cera de coco é um dos melhores produtos para produzir velas vegetais e não poluentes. Ela tem muitas das características da cera de abelha e da cera de palma, sua composição é 100% de origem natural, livre de óxido de etileno, não emite gases tóxicos e é biodegradável, além de ter um suave cheiro de coco.

A sua única desvantagem, fica no preço, já que em comparação com a cera de soja, a cera de coco chega a ser 5 vezes mais cara.

Materiais:

– Cera de coco, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui,
– Cera de palma, aquiaqui,
– Essência de base oleosa, (para cada 500g de cera derretida, use 20ml (para essências fortes) e 40ml (para essências suaves)),
– Pavio,
– Casca de coco, aqui e aqui, ou copos de vidro.

Instruções:

– Use o próprio coco como medidor, para isso, basta enche-lo cerca de 3/4 com as ceras raladas ou granuladas, (use metade de cada uma das ceras),
– Despeje as ceras na panela e leve-a ao fogo em banho-Maria,
– Assim que derreter completamente, adicione a essência, (lembre-se de só adicionar a essência com a cera morna, se ela estiver muito quente, uma parte da fragrância irá evaporar, diminuindo a potência do perfume),
– Misture com muito cuidado e delicadamente, para evitar criar bolhas de ar dentro da vela,
– Pingue algumas gotas da cera derretida no fundo do coco e grude o pavio,
– Em seguida, despeje o restante da cera,
– Deixe a vela endurecer em temperatura ambiente sem mexer o coco de lugar,
– Quando a vela estiver completamente endurecida, corte o excesso do pavio.

Dicas:

  • Acrescentar 50% de cera de coco e 50% de cera de palma oferecerá um acabamento mais liso, brilhante e consistente à vela.
  • A cera de coco tem ponto de fusão à 35°C e a de palma à 57°C.
  • Essas ceras não são hidrossolúveis, ou seja, não podem ser misturadas com água.
  • É importante usar essência oleosa, pois só ela se misturará perfeitamente, nunca use essência aquosa ou alcoólica.
  • Misturar 1/3 de gordura/óleo de coco com 2/3 de cera de coco, dará mais fixação para a essência, porém só serve para velas que não serão desmoldadas.
  • Quanto mais óleo for usado em proporção com a cera de coco, mais forte ficará a essência, porém mais rápido o pavio irá queimar, e o desempenho da vela será menor.
  • As ceras de coco e palma só podem ser usadas para produzir velas em recipientes, se desejar velas moldadas, use então 50% de parafina na proporção, do contrário, ela se desmanchará quando acesa.
  • Misturar cera de soja à cera de coco, formará uma vela mais “sólida”.
  • Cada cera contém hidrocarbonetos diferentes, uns mais inflamáveis e outros menos, isso determina não só a qualidade da vela como também sua duração.
  • Quanto à validade: Tanto a cera de coco como a cera de palma em condições normais tem sua validade em cerca de 18 à 24 meses, porém, este tempo vai depender de acordo com as misturas e outros ingredientes misturados à elas, como por exemplo; essências, corantes e outros. Todos os nutrientes/fragrâncias podem ser perdidos com o tempo se as ceras não forem armazenados adequadamente e podem se tornar rançosas.

Ps.: Suas dúvidas podem ser semelhantes ou iguais a de outros leitores, então por favor, verifique se a mesma já foi respondida em algum dos comentários abaixo. Caso sua dúvida não esteja aqui, por favor, deixe um comentário.
Se você tem uma ou mais questões sobre velas, ceras ecológicas e essências, por favor, leia também este post e os demais da série sobre velas e ceras ecológicas.

Fotografia: Bine Güllich do Was Eigenes

150 thoughts on “Vela de cera de coco

      1. Oi Carla, tudo bem?
        Adorei suas dicas e toda atenção que você da em tirar as dúvidas.
        Eu tenho feito velas com cera de soja e manteiga de Cupuaçu.
        Coloco a essência entre 40 e 50 graus, mas ela não exala perfume. Não sei se a manteiga de Cupuaçu mascara a essência.
        Vou tentar com a cera de coco e a de palma, juntamente com o óleo de damasco.
        Vi que vc respondeu a uma pessoa que o melhor seria melhor colocar a cera de palma em maior quantidade do que a de coco por causa do derretimento. Mas para fazer 500 gramas de vela, qto seria da cera de palma e qto da de côco?
        E quantas gotas de óleo de damasco? Me ajuda! Grata!

        1. Oi Fátima, desculpa demorar tanto para responder.
          Eu nunca usei manteiga de Cupuaçu e não sei dizer como ela reage e se ela atrapalha na fragrância. O ideal é usar de 40 á 60ml de essência para cada 500g de cera.
          Você fará velas desmoldadas ou em recipiente? A quantidade e proporção depende disso.

          1. Olá, muitíssimo obrigado por retornar.
            Eu só faço em recipiente.
            No caso, o óleo de damasco seria qual a quantidade?
            Pq ele pelo que li segura o cheirinho da essência.
            Então, para essa quantidade de 500 grs de cera com 60 ml de essência, a quantidade do oleo de damasco é que não saberia qto colocar.
            Muito, mas muito grata por me ajudar!
            Um grande beijo!

          2. Como você faz velas moldadas, então você pode usar 1/3 do peso da sua cera em óleo de damasco. Ou seja; para cada 500g de cera, usar 166g de óleo. Mas lembre-se, este deve ser o total de gordura/óleo usado na sua mistura para confecção das velas. Mais do que isso, pode deixar a vela muito mole e com uma queima desequilibrada. Já que cada mistura e ceras tem um ponto de fusão diferente um dos outros.

            Espero ter te ajudado, beijos :)

        2. Oi Carla
          Tudo bem?
          Tive problema com meu outro e-mail.
          Talvez vc tenha me respondido mas não estou conseguindo ter acesso.
          Fiz outro para seguir em frente..,vida que segue.
          Então, a minha dúvida é qto usar de óleo de damasco na cera de coco e palma juntas.
          Pode ser com 500 gramas, Pode ser com 200 gramas.
          O que vc me indicaria?
          Grata sempre!
          Bjsss

          1. Oi Fátima, tudo ótimo e com você?
            (Desejo sorte com o e-mail novo…hehe),

            Como você faz velas moldadas, então você pode usar 1/3 do peso da sua cera em óleo de damasco. Ou seja; para cada 500g de cera, usar 166g de óleo. Mas lembre-se, este deve ser o total de gordura/óleo usado na sua mistura para confecção das velas. Mais do que isso, pode deixar a vela muito mole e com uma queima desequilibrada. Já que cada mistura e ceras tem um ponto de fusão diferente um dos outros.

            Quanto mais óleo for usado em proporção com a cera, mais “forte” ficará a essência, porém mais rápido o pavio irá queimar, e o desempenho da vela será menor

            Espero ter te ajudado, beijos :)

    1. Oi!! Tudo bem?
      Uma dúvida sobre a cera de coco… quando ela chegar aos 35 graus na panela, então, eu devo tirar ela do fogo? É isso que você quer dizer?

      1. Oi Andiara,

        35 graus é a temperatura de fusão da cera de coco pura. (É quando ela fica totalmente líquida e pode ser misturada à outros óleos e cera completamente e de forma uniforme). (As ceras de coco mistas tem ponto de fusão diferente).

        Quando você for derreter, deverá ser em banho-Maria, e a água não poderá passar dos 60~70 graus, esta é a única forma de garantir um derretimento sem queima ou saturação da cera.
        Já a cera de coco derretida que estiver na sua panela, o ideal é que não passe dos 35 graus, pois ela pode sofrer perda de propriedades, pode sofrer alteração na coloração e cheiro caso atinja temperaturas muito altas.

        Logo, o ideal é que sua cera de coco não passe dos 35 graus. Então, assim que a cera começar a derreter, desligue o fogo e termine o derretimento da cera só no calor residual da água do banho-Maria.

    1. Olá Stella,

      Você pode usar sim 50% de cada uma, mas tudo dependerá do acabamento que você quiser, para velas desmoldadas, o ideal seria usar parafina, pois é mais “dura” que a cera de soja, porém, muitas das ceras de soja Brasileiras não são puras e já tem parafina na composição. Ou seja, você terá que descobrir a proporção da sua cera antes de usar. Mas faça um teste: Use 50% de cada, deixe esfriar, desmolde, acenda e fique de olho para ver como a cera se comporta acesa.

      Beijos :)

      1. Olá, eu estou usando 50% cera de soja e 50% parafina para fazer velas em moldes. Mas ao desmolda-las, não estão ficando lisinhas quando são misturadas com essência. Estou derretendo em banho maria sem ultrapassar 70 graus, coloco a essência (6% de porcentagem à quantidade da vela) quando ela chega a 55 graus, já tentei colocar a essência em 50 graus mas a cera parece começar a se solidificar novamente. Onde posso estar errando?

        1. Oi Carol,

          Pra vela de molde ficar super lisa e brilhante, você precisa envasar com a cera à aproximadamente 70 graus.
          Pra essência “grudar” corretamente nos cristais da parafina, ela precisa ser bem misturada e precisa estar próxima dos 60 graus. Como sua vela tem 50% de parafina, talvez o problema esteja aí.
          Mas se colocar essência nessa temperatura, vai “perder” boa parte da fragrância. Não tem jeito, infelizmente não dá para ter tudo.

          Você fez teste usando a cera sem adicionar essência? Ela ficou perfeita?

          Pra essência, você pode usar até 10%. Para óleo essencial, somente 6%.

          1. Carla, obrigada pelas dicas. Acabei desistindo da essência nessas velas desmoldadas e optei por usa-las para decoração, ficaram mais lisinhas e bonitas.

            Agora tive problemas com a vela que estou fazendo em potes de vidro, pois onde moro é muiiito frio! Estou usando ceras de soja e palma (1/2 de cada) e essência de lavanda (10%) mas quando secam, craquelam completamente, isso quando não acabam se retraindo e não aderem ao copo de vidro. Tentei usar 1/3 de parafina e não craquelou mais, mas a essencia não exalou. Se eu tentar usar alguma gordura vegetal consigo solucionar esse problema? Será que essas ceras acabam ficando muito duras e pouco hidratadas (sem gordura) e por isso não estão exalando bem?

            Outra coisa, a cera de coco T-02 suportaria melhor baixas temperaturas? Ou há chances de craquelar também por causa do frio?

          2. Oi Carol :)

            Realmente, para velas desmoldadas o melhor é não usar essência.

            Sim, o frio faz com que retraiam e a chance de craquelar é enorme. A cera de coco para você seria excelente. Realmente, quanto mais “seco” e “duro” forem os cristais da cera usada, menos temos a percepção da fragrância quando a vela está acesa. Pois o perfume está ligado à volatilização da essência.
            Se você usar uma grande quantidade de gordura hidrogenada, vai resolver a questão do perfume, mas por outro lado, usar gordura em excesso causa queima incompleta e aí ocorre fumaça preta durante a queima.
            O recomendado é usar 10%, mas te sugiro subir para 15% ou 20% de essência. E fazer uns testes usando tanto a gordura hidrogenada quanto a cera de coco T2 nas proporções de 30% e 50% respectivamente, (misturando com as ceras de soja e palma que você já usa).

            A coco T2 não craquela.

  1. Olá!
    Amei seu post. Estava a procura de receita para fazer vela com cera de coco e palma.
    Você disse que a cera de coco e a cera de palma tem pontos de fusão diferentes. O que isso significa quando estiver fazendo a vela?
    O que seria a gordura de coco (seria o óleo de coco)?

    1. Oi Flávia,

      Obrigada, fico muito feliz que tenha gostado. :)

      O ponto de fusão designa a temperatura a qual uma substância passa do estado sólido ao estado líquido.

      1 – Quando você for fazer a vela, terá que derreter a cera, certo? Então, ela precisará estar completamente em estado líquido para poder ser misturada aos outros ingredientes como; essências, corantes, outros tipos de ceras, etc.

      2 – Na hora de acender a vela já pronta e confeccionada por você, há de se lembrar que cada uma das ceras que você usou tem um ponto de fusão diferentes, porém, quando elas forem combinadas, “ganharão” um novo ponto de fusão, quase como um híbrido entre 35°C à 57°C, e a temperatura irá depender do quanto em proporção que você usará para fazer a vela. Você irá observar que velas feitas com mais cera de coco e menos cera de palma tendem a derreter muito mais rápido do que velas com mais cera de palma e menos cera de coco.

      A gordura de coco é sim o óleo de coco, só que algumas marcas vendem o gordura bem sólida, já outras vendem uma gordura bem líquida. (Isso também varia dependendo da temperatura do dia). O ideal é usar somente as gorduras que contém cerca de 90% de ácidos graxos extraídos mediante prensagem da polpa do coco.

      1. Carla, muito obrigada pela rápida resposta.
        Você indica algum curso on-line ou presencial para uma pessoa que quer conhecer mais dessa aérea de vela de cera vegetal? A cera de soja 100% é impossível comprar no Brasil ou somente no exterior?

        1. Imagina, Flávia. :)

          Eu não poderia indicar nenhum curso, me desculpe.

          Nunca vi nenhuma cera de soja Brasileira que fosse 100% soja. Você teria que comprar a importada. Do Ebay: https://goo.gl/Vsq7Jc é bem barata, mas o frete não é.

          O que você poderia fazer, é usar outros tipos de ceras, como: Carnaúba ou de abelha, só que ambas, são bem amareladas e possuem cheiro forte, então se for confeccionar velas perfumadas, tem que lembrar disso.
          Dica: A cera de carnaúba é muito dura e tem um ponto de fusão muito maior que as outras ceras (78 graus Celsius), ou seja, usar só um pouquinho dela tem quase o mesmo efeito que misturar parafina nas ceras vegetais. https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1014224735-cera-de-carnauba-tipo-1-pura-em-escamas-1-kg-_JM?matt_tool=86155663&matt_word&gclid=Cj0KCQiAuefvBRDXARIsAFEOQ9Fms2pv0uoia8dUwKscNneV0EbMnINGEqTa3rmfdwU6FL8O6Q6IsPwaAnviEALw_wcB&quantity=1

          1. Olá Carla. Parabéns pelo conteúdo, bastante enriquecedor. Você teria
            indicação de algum fornecedor para essência oleosa de qualidade?

          2. Obrigada, Aline :)

            As essências do Peter Paiva são boas, mas não são as melhores para produção em grande quantidade.
            As da Candle Science são ótimas, mas não sei se entregam aqui.
            Algumas leitoras minhas usam os da https://www.belasartesmg.com e adoram. Eu nunca usei, então não sei te informar quanto à qualidade. Mas acho que vale você testar :)

            :**

      1. Oi Flavia,

        A quantidade dependerá da concentração da essência. Quanto mais concentrado o produto, menor o número de gotas, mas geralmente para cada 500g de cera derretida, eu uso 20ml (para essências fortes) e 40ml (para essências suaves).
        Mas é importante só adicionar a essência quando a cera estiver morna, se você acrescentar com ela muito quente, pode acontecer da fragrância ficar muito fraca, o perfume vai evaporar e perderá sua propriedade.

        Espero ter te ajudado. :)

  2. Oioi! Novamente pra dizer que estou amando seu site.
    A essência para vela precisa ser essência específica de vela ou essência de base oleosa (como comentou) serve tb? Quero fazer velas que possa vender como vela 100% vegetal.
    Essência específica para vela não estou achando muitas opções.

  3. Oi Carla, boa noite!
    Eu vi uma “receita” de vela vegetal com cera de coco, palma e óleo de damasco.
    Pra que serve o óleo de Damasco na vela? Tem sugestão de quantidade para testar junto com as duas ceras (coco e palma)?

    1. Oi Flávia,

      O óleo de damasco serve para fixar e dar mais “poder” para a essência. Mas eu nunca usei. (Acredito que ele também ajude a dar um acabamento mais liso e sem imperfeições). Só não esqueça que quanto mais óleo for usado em proporção com a cera, mais forte ficará a essência, porém mais rápido o pavio irá queimar, e o desempenho da vela será menor.

      Acredito que a quantidade para uso deva seguir a mesma em proporção respectiva: Coco + Palma + Damasco = 45% + 45% + 10% ou 50% + 40% + 10% ou 40% + 50% + 10%.
      Sendo o óleo de damasco sempre o menos usado. E só podem ser usadas para produzir velas em recipientes. Do contrário, ela se desmanchará quando acesa. (A menos que use no mínimo 50% de parafina, neste caso, poderá fazer velas desmoldadas).

          1. Pode deixar. Estou adquirindo o material e vou fazer o teste.
            Gostaria muito de entrar nesse ramo de vela de cera vegetal então estou torcendo para que dê certo.
            Essa mistura de palma, coco e damasco é utilizada por uma marca nacional e também li que a Voluspa usa esse mix.
            Volto para te contar.
            Muitoooo obrigada por sempre responder.

  4. Oi Carla!

    Estou me planejando para entrar no ramo das velas artesanais (no vidro) e gostei muito do seu blog, achei bem informativo e me interessei bastante pela cera de coco. Pesquisando, encontrei uma cera que é mistura de coco, palma e arroz, o que você acha dessa mistura?
    Pensei na possibilidade de misturar essa cera com ácido esteárico, talvez 1/3 ou 1/4.
    Essa cera em questão, poderia ser misturada com óleo de damasco?

    Muito obrigada!

    1. Oi Débora, obrigada :), fico feliz que tenha gostado.

      A cera de arroz é geralmente usada para substituir a cera de carnaúba, pois é bem dura, tem ponto de fusão alto, (de 77 á 85°C) e não tem tanto odor. Mas eu nunca usei para velas. Então na prática não posso te afirmar nada. O que eu sei, é que tanto a cera de arroz quanto a cera de carnaúba são comumente usadas em cosméticos, polimentos e comidas. Elas são super naturais e vegetais, então não emitem gases tóxicos durante a queima, mas você precisa se certificar que o seu fornecedor te envie uma cera 100% vegetal, (muitos deles misturam parafina no meio das ceras para baratear e render mais).
      Outro ponto positivo da cera de arroz, é que ela é muito mais barata que a cera de coco. Eu acredito que esta mistura que você encontrou, de coco, palma e arroz, seja uma boa opção, mas veja as proporções respectivas, pois, apesar das ceras de coco e palma serem bem mais moles, se elas estiverem em menor quantidade, você terá uma vela muito dura, precisando compensar na quantidade de óleos essenciais, (caso use, como comentou do damasco), e do pavio.

      Já sobre o ácido esteárico, que é a estearina, o seguinte: Ele é obtido do sebo de alguns animais e também por
      hidrogenação do óleo de algodão ou outros óleos vegetais, (sendo muito mais comum, a sua produção a partir dos animais), então se você quiser fazer uma vela eco friendly é melhor não usá-lo. A menos que você tenha certeza que seu fornecedor lhe entregue um produto totalmente vegetal. Mesmo assim, ele serve apenas para deixar a vela mais sólida e brilhante, no seu caso, eu não vejo necessidade em usar, afinal, suas velas não serão desmoldadas. Caso ainda assim, queira usar, você deve seguir uma proporção de 5% de estearina para 95% de cera. Logo, se usar estearina, seu óleo de damasco vai servir somente para fixar a essência, e não terá outra função além disso, (o óleo de damasco é cheio de propriedades, uma delas é ter poder relaxante, mas durante a queima da vela isso só funciona se a queima for em temperatura baixa ou menor que 60°C). O que eu sugiro mesmo, é que você faça vários testes, em proporções diferentes, anote tudo e compare. Inclusive, acenda suas velas e marque o tempo de duração da queima, verso a liberação do perfume. Me conte depois suas considerações.

      Boa sorte no seu novo ofício! E se precisar volte aqui :)

  5. Olá Carla.

    Adorei o seu site, parabéns!
    Estou iniciando no ramo da confecção de velas e inicialmente usava apenas a cera de coco T-02 (Composição: cera de coco, palma e arroz), mas devido à situação que estamos vivendo, está muito difícil achar. Então achei com mais facilidade a cera de palma. Neste artigo você indicou usar a cera de coco juntamente com a de palma, minha dúvida é: eu posso fazer velas aromáticas no vidro apenas com a de palma?
    Fiz uma de teste e ela é bem dura e irregular, o que posso fazer para melhorar a aparência da cera?
    Desde já, muuito obrigada!
    Beijos

    1. Oi Manoella,

      Obrigada, fico muito feliz que tenha gostado :).

      Você pode sim fazer uma vela somente com cera de palma, mas ela ficará bem dura. Eu sugiro que você use 1/3 ou 1/4 de gordura/óleo de coco, de cacau, damasco ou qualquer outro óleo vegetal junto com a sua cera. Vá testando as proporções.
      Como você faz velas moldadas, então você pode usar 1/3 do peso da sua cera em óleo de damasco. Ou seja; para cada 500g de cera, usar 166g de óleo. Mas lembre-se, este deve ser o total de gordura/óleo usado na sua mistura para confecção das velas. Mais do que isso, pode deixar a vela muito mole e com uma queima desequilibrada. Já que cada mistura e ceras tem um ponto de fusão diferente um dos outros. (Não esqueça que a essência também é oleosa).

      Para uma vela ser menos dura e consequentemente diminuir o seu ponto de fusão é preciso usar algum tipo de óleo/gordura.
      A cera de coco tem ponto de fusão à 35°C e a de palma à 57°C. Ou seja, elas derretem quando atingem essa temperatura e começam a amolecer um pouco antes disso.

      Quanto a irregularidade que você comentou, eu não sei responder. É que tipo de irregularidade? Na coloração? Pois se são velas no vidro e que não são desmoldadas, então não deveria ter ficado irregular.

      Espero ter te ajudado. Beijos :)

      1. Oi Carla,

        Muito obrigada pelo seu retorno. Uso o óleo de coco também, acredito que tenha que acertar na proporção para ficar uma vela bonita e sem irregularidades.

        Obrigada mais uma vez.
        =)

  6. Boa tarde Carla, obrigado pelas dicas!
    Tenho uma duvida, estou produzindo velas de cera de palma, 80% cera de palma e 20% gordura vegetal, e ela está ficando muito dura, quase esfarelando, essa mesma mistura com a soja não ficava assim, será que se usar somente a palma sem gordura dá certo?
    O aspecto que fica(dentro do vidro) não é liso, é opaco e esfarelando.
    O que posso estar errando?

    Obrigada!

    1. Oi Bianca, :)

      Sua vela está ficando muito oleosa ao toque? Não era pra ela ficar tão dura assim com essa adição de gordura que você fez. Tente diminuir a temperatura do derretimento. Ela tem ponto de fusão entre: 57-59°C.
      Você está usando que gordura vegetal? Tente óleo de coco, damasco ou manteiga de cacau. Você pode testar também usar 5% de estearina, mas ela muitas vezes não é eco friendly.
      Outro ponto; sua cera de palma é 100% palma? Alguns fornecedores misturam com parafina para baratear o produto. (Não dá para confiar).
      Tem alguma coisa errada mesmo nessa sua cera, mas esse esfarelado pode ser por causa da gordura que você usou. Talvez os seus produtos não tenham se misturado corretamente.

      Me conte seus novos resultados. :)

    1. Basta adicionar a parafina. Mas ela precisa estar em maior quantidade em relação a cera de coco, já que a cera de coco é bem mole e tem ponto de fusão baixo. Você pode adicionar também 5% de estearina juntamente a parafina. Ela “endurece” mais a vela e ajuda na hora de desenformar.

  7. Oi Carla!!! Muito obrigada pelas dicas!!
    Comprei uma cera de coco, palma e arroz. Gostaria de saber se posso adicionar óleos essenciais para confeccionar minhas velas ao invés das essências prontas. E se sim, se você tem uma dica sobre a quantidade de óleo essencial que seria ideal.

    Obrigada
    Abraço

    1. Oi Isabela. Você pode sim adicionar óleos essenciais, mas eu não vejo muito sentido, já que eles são bem mais caros que as essências, tem a fixação bem parecida e além disso eles perdem suas funções terapêuticas se adicionados com a cera muito quente. E algumas fragrâncias são bem mais fracas. Talvez você tenha que usar 80 ou 60ml de óleo essencial para cada 500g de cera. Já das essências de 20 á 40ml.

      :)

      1. Boa noite, estou amando o seu site!
        Lendo os comentários tive uma dúvida, eu gostaria de fazer uma vela natural e ecológica, e também pensei em usar os óleos essenciais por isso, no caso das essências elas manteriam o produto natural e ecofriendly? existem essências naturais? pode indicar?
        Desde já, muito obrigada!

        1. Oi Bárbara, obrigada pelo elogio :)

          Alguns óleos essenciais são bem mais fracos no perfume do que as essências, já outros, são bem mais intensos, mas todos eles perdem sua função terapêutica se adicionados na cera muito quente, ou se aquecidos acima dos 55°C. Além de serem muito caros. Então eu não vejo sentido em usá-los na confecção de velas com ponto de fusão alto, principalmente se a vela for de parafina. Mas se mesmo assim, você desejar usá-los, a proporção deve ser o dobro da de essência, porém, como eles são oleosos, você tem que lembrar de mudar a proporção de óleo/gordura caso use alguma na confecção das suas velas.

          Se você usar uma essência de base vegetal e orgânica (exemplo do alecrim), então ela irá ser com toda a certeza eco friendly, mas se você usar essência com base animal, (caso das que contém âmbar cinzento), ou com extração de origem duvidosa ou de trabalho escravo, (caso de algumas das que levam baunilha natural), logo, essas não serão eco friendly. Mas só dará para saber analisando essência por essência. Eu sugiro que você pesquise uma á uma das essências que gosta e que deseja usar, e pergunte diretamente para o seu fornecedor sobre o laudo e procedência do produto. Infelizmente eu não poderia indicar nenhuma com total segurança. Mas procure por marcas renomadas.

    1. Oi Gabriela, obrigada.

      Alguns óleos essenciais são bem mais fracos no perfume do que as essências, já outros, são bem mais intensos, mas todos eles perdem sua função terapêutica se adicionados na cera muito quente, ou se aquecidos acima dos 55°C. Além de serem muito caros. Então eu não vejo sentido em usá-los na confecção de velas com ponto de fusão alto, principalmente se a vela for de parafina. Mas se mesmo assim, você desejar usá-los, a proporção deve ser o dobro da de essência, porém, como eles são oleosos, você tem que lembrar de mudar a proporção de óleo/gordura caso use alguma na confecção das suas velas.

      De 80ml á 140ml para cada kg de cera.

  8. Obrigada por suas dicas! Estou testando várias formas de fazer velas aromáticas, usando cera de palma, cera de coco e gordura vegetal em variadas proporções. Não estou sentindo muito o cheiro da essência quando a vela fica acesa por algumas horas ( usei 10% de baunilha); só no início da queima (+- 1 h). Será a qualidade da essência que não é boa ou você acha que tem outro motivo? Eu tenho uns quadradinhos de ceras que comprei há 4 anos e o cheiro continua bem forte. Gostaria de confecionar também esses quadradinhos, que são utilizados em queimadores e exalam um ótimo perfume quando aquecidos.

    1. Oi Emanuella, fico feliz que goste das dicas :)

      Quanto mais oleosa for sua vela, mais ela irá exalar a essência. É importante também, que você só adicione a essência na cera morna, se adicionar com ela muito quente, parte dela irá evaporar.
      As essências de baunilha costumam ser mais fracas, tente usar um pouco mais.
      Pelo o que você comentou, ela só fica forte no início da queima da vela. Mas em todos os inícios? Ex.: quando você apaga a vela e acende só no dia seguinte, o cheiro volta a ficar forte?

      1. Muito obrigada por sua atenção Carla! Eu deixei as velas acesas por várias horas e, quando as apaguei, elas ficaram com uma “piscina” e feias . No outro dia, quando as acendi, o aroma não era tão intenso. Eu tô fazendo várias receitas com proporções diferentes mas, até agora não acertei. E, ao invés de usar a gordura vegetal, vou usar óleo de coco, acho que fica melhor

        1. Oi Emanuella,

          Essa “piscina” ficou completamente líquida? Isso é normal e acontece assim mesmo. Significa uma queima uniforme.
          Provavelmente no primeiro dia da vela acesa, a maior parte do cheiro da essência deve ter evaporado conforme a vela queimou, aí o que sobrou de cera derretida, provavelmente ficou com baixo teor de essência. Acredito que a parte da sua vela que não tenha derretido no primeiro dia, (a parte que ficou sólida), provavelmente a essência dessa parte deve estar forte ainda.
          Não tem muito o que fazer neste caso, afinal, não é uma coisa que de para “corrigir”. O que eu posso te indicar, é trocar a essência, use uma outra marca e veja se ela tem uma evaporação mais lenta durante a queima da vela.

          Não esquece que você precisa deixar sua vela curar antes de acender. Aqui tem umas dicas: https://umdocedia.com.br/dicas-e-respostas-sobre-velas-ceras-de-soja-coco-abelha-e-mais/

          A gordura vegetal que você usou é aquela culinária? Eu realmente não gosto dela…rs. Acho óleo de coco bem melhor. Até azeite é melhor.

          1. Mais uma vez muito obrigada por sua atenção Carla! Sim, a piscina ficou bem líquida. A vela ficou muito gordurosa e com um aspecto feio rsrsrs. Acho que não esperei o tempo de cura da vela. Eu usei a gordura hidrogenada , agora só vou usar óleo de coco.

  9. Oi Carla,

    Muito obrigada pelas dicas! Parabéns pelo trabalho!
    Lendo os comentários acima me surgiu uma dúvida, o óleo essencial de damasco potencializa o cheiro dos outros óleos essenciais, assim como potencializa o cheiro das essências.
    Obrigada!

    1. Oi Silvana, o óleo potencializa qualquer “cheiro”, seja ele óleo essencial ou essência. Basicamente, todo óleo tem esse “poder” de potencializar, acontece que alguns são melhores fixadores do que outros. Mas se você usar um óleo com cheiro muito forte, ele irá mascarar o cheiro da essência, seja ela óleo essencial ou não.
      O que o óleo faz na cera é “baixar” seu ponto de fusão, torná-la emoliente e exalar mais o cheiro na vela, porém tudo isso vem com uma possível desvantagem. Alguns óleos contém hidrocarbonetos super inflamáveis, assim o pavio irá queimar bem mais rápido, e o desempenho da vela será menor.

  10. Oi Carla,

    Olá Carla
    Muito obrigada pelas dicas! Parabéns pelo trabalho!
    Lendo os comentários acima me surgiu uma dúvida, o óleo essencial de damasco potencializa o cheiro dos outros óleos essenciais, assim como potencializa o cheiro das essências.
    Obrigada!

  11. Carla boa tarde, obrigada por seu post, tirou muitas dúvidas. Gostaria de saber se podemos substituir a cera vegetal por Estearina Vegetal e oleos e manteigas vegetais. PAra uso como velas de massagem. Quanto ao pavio usaremos de madeira e parece que demora para se manter aceso, vc conhece? grata por sua atenção.

    1. Oi Cibele, fico feliz em ter te ajudado :)

      Não sei se entendi bem sua pergunta. Você quer substituir a cera vegetal por estearina vegetal? Não sei se dará muito certo, pois a estearina deve ser usada como aditivo, juntamente com a cera, para “melhorar” a aparência da vela. Ela tem a função de deixar a vela com mais brilho e de fácil desmolde, (fazendo com que a vela se contraía ao solidificar).
      Fazer uma vela somente com estearina não iria ter um resultado satisfatório e seria um produto muito caro.

      Você pode fazer velas de massagem com a cera de arroz, ela é muito boa para isso, porém seu ponto de fusão é extremamente alto, por isso ela deve ser muito bem misturada à outros óleos e nunca usada pura.

      Eu já vi sim este pavio de madeira. Acho lindo, mas não é muito eficiente. Ele precisa estar embebida em óleo para pegar fogo com mais facilidade.

  12. Tão feliz de ver pessoas ajudando as outras, assim como você está fazendo. Obrigada por isso!

    Minha dúvida é a seguinte:
    Quando faço as velas com cera de coco, os potes embaçam. Estou pensando em acrescentar cera de carnaúba para deixar mais firme. Você me ajudaria em proporções? Desde já obrigada!

    1. Oi Tarci, fico muito feliz em ajudar :).

      Se você estiver usando algum óleo na confecção da sua vela de cera de coco, basta não acrescentá-lo mais. Esta pequena mudança já irá melhorar o aspecto da sua vela.

      Mas se ainda assim, você quiser acrescentar cera de carnaúba, lembre-se que ela é bem amarelada e que tem um cheirinho forte. Isso pode mascarar a sua essência e mudar a cor da vela.

      O que você pode fazer, é usar cera de candelilla ou cera de arroz no lugar da cera de carnaúba.

      Use na proporção de 50% (para fazer uma vela bem firme), ou na proporção de 30% (para uma vela mais macia).

      :**

  13. Olá, vou fazer velas para um aniversário. Ficarei muito grata se você puder me ajudar. Qual seria ´proporção certa para um quilo de cera de palma e coco? Grata

    1. Oi Luiza,

      A proporção vai depender de acordo com a duração da queima que você desejar, mas geralmente 50% de cada é uma boa mistura.
      Eu te sugiro comprar o mix que já vem pronto de cera de coco, arroz e palma, nele você só precisa misturar a essência :)

  14. Oi Carla, tudo bem?
    Quero começar a produzir velas.
    A principio pensei na utilização da Cera de Coco 100% Vegetal (coco, arroz e palma).
    Lendo alguns comentários, fiquei na duvida se há necessidade de acrescentar algo a mais além da Cera de Coco e a Essência.
    Obrigada!

  15. Ola Carla, tudo bem? Você saberia me informar se o link que você colocou para a cera de coco T2 é confiável? Digo, a cera é somente feita com o blend de ceras de coco, arroz e palma.

  16. Olá Carla,

    Tudo bem?
    Gostaria de saber como você deixa a sua vela de cera de soja pura com a textura lisa?
    Eu fiz inúmeros testes e ela fica empelotada parecendo pipoca. Tentei usando óleo de coco mas a proporção era 4 pra 1.
    Você sabe me dizer por quê isso acontece?
    Obrigada.

    1. Oi Talytha, tudo ótimo, espero que com você também.
      Esse pipocado que você falou, pode ter ocorrido por conta da temperatura do derretimento. Não pode esquentar muito a cera e nunca deve ferver.

      As minhas eu derreto a cera em banho-Maria, com contato somente no vapor, sem contato com a água fervente. Depois que a cera derrete, eu desligo o fogo e adiciono os outros óleos ou ceras com ponto de fusão mais baixos, misturo bem, aí adiciono a essência, misturo mais uma vez. Por fim, despejo com cuidado nos vidros, e deixo esfriar lentamente. Eu já percebi, que se a minha vela esfria muito rápido, ela fica craquelada. Mas aí, pego um maçarico e derreto a superfície levemente, só para uniformizar.

      Tente fazer um teste nas suas velas sem adicionar os outros óleos e a essência. E observe a resfriamento.

    1. Obrigada, Lisandra :)

      As essências do Peter Paiva são boas, mas não são as melhores para produção em grande quantidade.
      As da Candle Science são ótimas, mas não sei se entregam aqui.
      Algumas leitoras minhas usam os da https://www.belasartesmg.com e adoram. Eu nunca usei, então não sei te informar quanto à qualidade. Mas acho que vale você testar :)

      :**

  17. Carla, vi que você disse que velas desmoldadas com cera de coco e palma se desmacham. Comprei ceras o qual eu confirmei com o fornecedor e no laudo não consta parafina. Eu fiz então um blend e desmoldei, super desgrudou e ao acender não desmanchou. Como explica?

    1. Oi Liza,

      A vela com cera de coco pura ou com mistura de coco e palma desmancha sim, ela fica super “mole” e deformada, principalmente se o dia estiver muito quente ou se a vela ficar no sol. Ainda mais se você adicionar muita essência ou mais gordura na hora de produzir a vela. Já que essa cera começa amolecer em torno dos 35 graus, imagina o que acontece quando está fazendo 30 graus la fora?

      A cera de coco que você comprou é pura? Ou é a coco T2? Se for a coco T2, saiba que ela é uma mistura de cera de arroz, cera de palma e cera de coco. As proporções seguem consecutivamente a ordem que escrevi. E a cera de arroz tem ponto de fusão de 77 á 85 graus Celsius, logo, esta combinação de ceras fica muito mais resistente ao calor.

      Já a cera de palma sozinha, (sem adição de gordura), é mais resistente que a cera de coco e por isso, aguenta mais climas quentes. Porém, se ficar no sol ela vai deformar também. (O ponto de fusão dela é em torno dos 57 graus, mas ela começa a amolecer bem antes disso).

      Elas amolecem e deformam sim, há menos que existam ceras novas no mercado, das quais eu desconheça e que tenham novas propriedades e pontos de fusões mais elevados.

      Eu não sei como você fez sua vela; se usou estearina, qual proporção usou de cada cera, se usou algum óleo, qual a grossura da vela ou qual a grossura do pavio. Estes são pontos que podem ter contribuído para a sua vela não desmanchar, ex; se você fez uma vela muito grossa e com pavio muito fino, a chama do pavio, não vai produzir calor suficiente para queimar todo o diâmetro da vela.

      Eu te sugiro fazer um teste. Pegue a sua vela pronta e sem acender o pavio, coloque em um local da sua casa que seja quente. Pode ser na varanda, numa janela ou em qualquer lugar que bata sol ou que tenha calor. Deixa lá por umas 4 horas. Quando estiver no horário mais quente do dia, vá lá conferir tua vela. Pega nela, se estiver mole ou oleosa, ou ainda se ficar com a marca da sua digital é pq a cera é mole sim.
      Outro bom teste: Se você for vender tuas velas, vai mandar embalada no plástico bolha e dentro de caixa. Simula isso. Embale como se fosse mandar pelos correios e deixe no mesmo local quente, (agora imagina que o carro dos correios ficou com sua encomenda parada debaixo de um sol escaldante. Se a cera for mole, ela não vai aguentar essa viagem). Abra e veja o que aconteceu com sua vela.

      Espero ter te ajudado com estes pontos :)

  18. Oii Carla, tudo bem?
    Estou fazendo alguns testes de vela vegetal, sem nada de petróleo e de origem animal, e em recipientes de vidro.
    Como a cera de soja sozinha é muito ‘seca’, você acha q fazer um blend com cera de soja + cera de palma + óleo vegetal (de girassol, por exemplo) é uma boa escolha? E se sim, qual proporção você indicaria? Estou pensando em uma proporção de 1/3 para cada cada ingrediente.
    Agradeço desde já!

    1. Oi Sophia,

      Uma leitora minha, a @loja.inspira (no Instagram) faz velas com essa proporção: 1/3 cera de soja + 1/3 cera de palma + 1/3 óleo de girassol + essência + óleo essencial. Ela me disse que o resultado é muito bom. Então eu acredito sim que seja uma boa escolha.
      Você também poderia usar alguma outra gordura no lugar do óleo de girassol, como; manteiga de cacau, babaçu, gordura de coco, gordura hidrogenada, e por aí vai… Faça alguns testes e veja qual apresenta a melhor queima e melhor volatilização do perfume.

      :)

  19. Oi Carla, boa tarde.
    Estou amando o seu conteúdo.
    Você sabe me dizer quais são os óleos essenciais mais fortes, ou seja, aqueles que tenho que usar menos óleo para a quantidade de cera (no meu caso a de coco).
    Muito obrigada

    1. Oi Camila,

      Todo OE você só deve usar até no máximo 6% do peso da vela. Mais do que isso, ela pode ser prejudicial ao queimar.
      Porém, sabemos que alguns óleos possuem fragrância muito mais fortes do que outros, nestes, você pode usar menos do que 6%, mas já te adianto que 6% não é suficiente para criar uma vela extremamente perfumada.
      Por isso, indico o uso do óleo essencial juntamente com alguma essência sintética.

      Te sugiro ler estes outros dois posts:

      https://umdocedia.com.br/velas-com-oleo-essencial-sim-ou-nao/

      https://umdocedia.com.br/como-criar-um-perfume-intenso-e-duradouro-para-sua-vela-de-cera-vegetal/

      Os OE mais perfumados são: Os de especiarias, alguns florais e os amadeiradas; canela, cravo, cardamomo, baunilha, cedro, lavanda, almíscar, sândalo, pinho, patchouli, cumaru e etc.

      :)

  20. Olá Carla

    Estou tentando fixar uma fórmula mas estou com algumas duvidas.
    Estou usando a cera T02 mais óleo de damasco…mas acho que a vela derrete rápido.
    Você acha que acrescentando parafina demoraria mais tempo ou não?
    Sempre tive essa dúvida as velas com parafinas demoram mais tempo ou menos tempo para derreter?
    Obrigada

    1. Oi Danielle,

      Se compararmos a parafina com acera de coco, a parafina demorará mais tempo para derreter.
      Se compararmos a parafina com a cera de abelha, a cera de abelha demorará mais tempo para derreter.

      Eu te sugiro, acrescentar 5% de estearina na sua composição da T2. Ou faça o teste com 20% de parafina + T2 e compare as queimas. (Mas deixe a vela curar por 2 semanas antes de acender).

      :**

      1. Carla por favor me ajuda a finalizar essa vela
        Se eu colocar estearina na base T02 ela vai ficar um pouco
        Menos derretida ?
        Ela é feito do óleo da Palma
        , é isso ?
        Mas não fica dura como a parafina e nem vai ficar queimando uma fumaça do pavio ?

        1. Oi Danielle,

          Tem estearina vegetal e animal. Ela tem ponto de fusão próximo aos 69.6 °C, então vai ajudar a “endurecer” a cera de coco sim. (mas o uso dela causa retração na vela pronta. Então provavelmente ela faça com que a vela desgrude do vidro. Procure pela estearina vegetal e use no máximo 5%.
          A cera T2 é composta por cera de arroz, cera de palma e cera de coco.

          Não sei te dizer se a estearina em excesso causará fumaça preta.
          A fumaça preta pode ocorrer por vários fatores, mas principalmente pela queima incompleta, que está ligada à falta de oxigênio que não deixa o pavio “sugar” e consumir todo o combustível (cera da vela).

          No lugar da estearina, você poderia fazer um blend da T2 com cera de palma. Faça vários testes de proporção até achar um que te agrade.

  21. Oie, boa noite! Tenho duas dúvidas… Para a confecção de velas em recipientes com cera de coco + cera de palma + óleo de coco/girassol ou damasco, devido aos diferentes pontos de fusão, devo derreter as ceras separadamente? Ou acrescentar uma após a outra? O óleo vegetal acrescento também após o derretimento?

    Aprendendo cada dia mais sobre esse mundo das velas aromáticas e amando. Sou grata por toda ajuda e informação compartilhada por aqui. :*

    1. Oi Beatriz, obrigada :)

      Derreta uma após a outra. Comece derretendo respectivamente as ceras que forem mais firmes e que tiverem ponto de fusão mais elevado, ou seja, comece pela de palma, quando ela derreter completamente, acrescente a de coco e misture, então, só depois acrescente o óleo e por último acrescente a essência.

      :**

      1. Boa noite, Carla! Muito obrigada por toda ajuda e pela ultima resposta. Fiz velas com cera vegetal de coco “Blend de Ceras Vegetais de Coco, de Palma e de Arroz” como diz no site do fornecedor, sem parafina. Adicionei essência e segui o passo a passo, mas no dia seguinte as formigas haviam dominado minhas velas! Gostaria de saber se há algo que posso fazer quanto a isso, se já aconteceu antes… Não esperava por essa :/
        Desde já agradeço, e se possível, conto com uma ajudinha…
        Att, Beatriz.

  22. Olá!
    Estou começando meu negócio de velas aromáticas e testando as ceras. Qual seria a proporção usada para a mistura de cera de coco e soja?
    Adoro suas dicas!
    Obrigada.

    1. Oi Lívia, se você for fazer velas em potes, use 60% ou 70% cera de coco pura e o resto em cera de soja + essência.
      Mas se você for usar a cera de coco T2, então pode fazer somente com ela.

        1. Oi Karen,

          Pode sim, mas a cera de soja é bem chatinha, e a adição da gordura de coco com ela pode acabar deixando sua vela com um “pipocado” na superfície. O melhor seria usar cera de palma no lugar da cera de soja.

  23. Olá, sou nova no Universo das velas, mas depois de tudo que lí, pretendo fazer velas em potes, e que sejam vegetais.
    Adorei a receita que você passou:
    Acrescentar 50% de cera de coco e 50% de cera de palma oferecerá um acabamento mais liso, brilhante e consistente à vela….

    É importante usar essência oleosa, pois só ela se misturará perfeitamente, nunca use essência aquosa ou alcoólica. OK

    Misturar 1/3 de gordura/óleo de coco com 2/3 de cera de coco, dará mais fixação para a essência, porém só serve para velas que não serão desmoldadas.
    NÃO ENTENDI ESSA PARTE, SE JÁ ESTOU USANDO 50% DA CERA DE COCO, AINDA TENHO QUE ACRESCENTAR MAIS 2/3 DE CERA DE COCO? ESSE “OLEO DE COCO” NÃO TEM CHEIRO? ESSE 1/3 DE GORDURA/OLEO DE COCO, O QUE É?

    Muito obrigada suas dicas, conselhos e respostas aso comentários são maravilhosos.

    1. Oi Silvia,

      São dicas separadas.

      Uma opção, seria usar 50% de cera de coco e a mesma medida em cera de palma, isso fará uma vela mais firme, já que a cera de coco sozinha é bem mole.

      Outra opção, seria misturar mais 1/3 de gordura/óleo junto com a cera de coco, isso fará uma vela mais emoliente e velas mais emolientes tendem a serem mais perfumadas. Durante a queima elas são capazes de exalar o perfume da essência melhor.

      Cera e óleo são coisas diferentes. O óleo de coco tem cheiro sim, mas é um cheiro bem levinho e adocicado.
      Mas não é necessário usá-lo. Você inclusive pode fazer uma vela usando somente a cera de coco.

      A cera de coco que é vendida aqui no Brasil, é a Coco T2, ela não é coco puro, e sim uma mistura de cera de arroz, cera de palma e cera de coco. Essa mistura, já é bem mais firme do que a cera de coco pura.

  24. Mais uma pergunta, para uma vela vegetal de cera de coco com cera de palma, qual o pavio ideal e qual a diferença entre eles? Pavio para Cera Vegetais 10cm altura – Queima 8cm a 11cm e Pavio para Cera Vegetais 10cm altura – Queima 5cm a 8cm e Pavio com Ilhos para Cera Vegetais com fio de cobre, aliás o que seria esse último. MUITO OBRIGADA

    1. Sua vela terá 10cm de altura? Ou este é um anúncio que você viu? Não entendi muito bem.

      De qualquer forma, a vela de cera de coco precisa ser feita em recipientes, ok?
      Sendo assim, se você desejar uma vela com queima “piscina” o pavio precisará tem aproximadamente 3mm de espessura para copos com 6~8cm de diâmetro, ou 2mm de espessura para copos de ~5cm de diâmetro. A altura (comprimento) do pavio vai depender da altura do seu copo.

      O pavio ideal é o de algodão puro e trançado.
      Você não poderia usar o pavio que já vem pronto e parafinado, pois ele recebeu um banho de parafina, e parafina é de petróleo. Como você escreveu na outra mensagem que quer fazer velas vegetais, você precisa fazer seus próprios pavios.

      O pavio com fio de cobre, nada mais é do que um cordão de algodão com um núcleo de fio de cobre. Ele foi desenvolvido para queimar em uma temperatura mais alta e com menos fumaça, mas ele não é bom para ceras vegetais.

  25. Boa noite, Carla! Muito obrigada por toda ajuda e pela ultima resposta. Fiz velas com cera vegetal de coco “Blend de Ceras Vegetais de Coco, de Palma e de Arroz” como diz no site do fornecedor, sem parafina. Adicionei essência e segui o passo a passo, mas no dia seguinte as formigas haviam dominado minhas velas! Gostaria de saber se há algo que posso fazer quanto a isso, se já aconteceu antes… Não esperava por essa :/
    Desde já agradeço, e se possível, conto com uma ajudinha…
    Att, Beatriz.

    1. Uuuaaauuu! Nunca aconteceu comigo e é a primeira vez que fico sabendo de algo assim.
      Não sei o que te escrever para evitar isso…rs
      Não sei se foi sua essência, tão pouco se foi a cera que atraiu as formigas. A única coisa que posso te sugerir é; trocar a marca dos produtos que você usa e analizar se a formigas ainda se interessarão.

      :**

  26. Oi Carla, amei as dicas.
    Queria tirar uma dúvida com vc. Utilizo potes de vidro de 7,4cm de diâmetro para fazer as velinhas com a cera de coco.
    Parece q nunca acerto o pavio..
    A piscina se forma em 90% do recipiente, mas não chega até a borda.
    Me lembro de ter visto uma dica sua sobre usar o cordão trançado de algodão do armarinho São José. Qual vc me recomendaria para esse diâmetro de vela? 3mm ou 4mm?
    Me ajuda!!!

  27. Carla, os seus posts e comentários são um curso completo sobre velas! Muito obrigada pelo conteúdo. Tem me ajudado muito. Preciso que o ponto de fusão da vela não ultrapasse 55 graus e preciso manter a vela 100% natural, sem nenhum elemento sintético, sendo assim qual mistura você recomenda? Gostaria de uma indicação de mistura que possa ser encontrada no Brasil. Muito obrigada.

    1. Oi Luiza, obrigada :)

      Te indico usar a cera de coco T2 com no máximo 6% de óleo essencial (caso queira um perfume suave), e se quiser, pode usar óleo de coco ou manteiga de cacau junto com a cera para baixar o ponto de fusão da T2. Mas a quantidade vai depender muito do resultado que você quer da vela, e principalmente do modo de envio que você disponibilizará para seus clientes, pois a cera de coco é bem “mole” e pode derreter ou ficar molenga/deformada se o dia estiver muito quente.

      Confira no laudo técnico do seu fornecedor qual o ponto de fusão da T2 que ele vender, mas geralmente é em torno dos 52~56 graus, (isso porque ela é composta por cera de arroz, palma e coco, e a quantidade respectiva pode alterar o ponto máximo e mínimo de fusão).
      Se por acaso for acima dos 55 graus, use 10% de óleo de coco na mistura. Envase, deixe endurecer, deixe curar e só depois acenda e use um termômetro pra conferir a temperatura da queima).

      Agora, se ela for muito mole, para endurecer, você poderia usar cera de carnaúba, mas ela tem ponto de fusão bem alto, então, vai passar dos 55 graus se usar muito. Também dá pra usar 5% de cera de candelila ou cera de abelha.

      A cera de abelha é incrível, pois tem queima lenta e dura muito, porém, é derivado animal. Pense nisso.

      Espero ter te ajudado.
      :)

      1. Carla, você é daquelas pessoas que quando aparecem na nossa vida a gente agradece muito!!!! Vou fazer os testes. Volto aqui para dar notícias. Obrigada.

  28. Olá Carla, primeiramente gostaria de agradecer o post bastante esclarecedor. São muitas perguntas, tentei ler todas e espero não estar fazendo pergunta repetida, rs.
    Estou produzindo velas em container de vidro, utilizando cera T-2 (coco, palma e arroz) + gordura vegetal (que pretendo substituir por óleo de damasco) e uma porcentagem de 10% de parafina (que substituirei pela de palma). A minha dúvida é em relação ao resultado final da vela, que tem ficado suada quando acendida e também aparência de “manchas” no vidro. Já tentei várias estratégias, como a higienização do vidro, derramar baixo e devagar, e não tem resolvido. Não sei se tenho envasado em muito baixa temperatura, mas isso foi com “medo” de perder a potência da essencia. Enfim, você teria alguma dica pra me ajudar?
    Desde já, obrigada!

    1. Oi Giovanna, obrigada :)

      O suado é efeito syneresis, (sangramento da fragrância), isso ocorre quando a essência não consegue “grudar” corretamente nos cristais da cera e pode aparecer principalmente quando o clima do dia está muito quente.
      Causas: Ou você usou óleos em excesso ou o óleo da essência é muito grosso e precisa de uma temperatura mais alta para se fundir corretamente à cera derretida.
      Depois de adicionar a essência na cera derretida, (seja ela sintética ou não), misture por pelo menos 2 minutos, (tomando cuidado para não criar bolhas de ar).

      As manchas na verdade não são manchas, são na verdade apenas áreas onde a cera ao se resfriar, retraiu e “descolou” do vidro. Geralmente acontece nos pontos onde a cera esfriou muito rápido.
      Para evitar: Limpe com álcool e pré-aqueça os vidros. Despeje a cera de forma lenta para evitar a formação de bolhas de ar. Dê uma distancia de 10cm entre as velas que estão esfriando, pois recipientes próximos acabam por reter o calor um dos outros, (o que faz com que algumas áreas esfriem e solidifiquem em momentos diferentes). Não coloque seus vidros sobre bancadas frias como mármore ou granito.

      Pra tentar corrigir, você pode com muito cuidado, pegar um maçarico e no fogo mais baixo aproximar o calor bem na área que está “manchado”. Tente derreter essa área e veja se resolve, (mas talvez piore, então tome muito cuidado). Cuidado também para não se queimar e não estourar o vidro.
      Outra maneira de “corrigir”: Coloque sua etiqueta por cima da mancha para cobrir, ou troque por potes que não sejam transparentes. Pois é muito difícil criar uma vela sem nenhuma imperfeição usando ceras vegetais. As imperfeições são normais e totalmente naturais.

      :)

    2. Carla
      Boa noite
      Não consigo entender bem quando você fala em 1/3 de gordura incluindo a essência e o óleo para cera T-02
      Em
      Porcentagem, quantos % você usaria de óleo e quantos % de essência para uma vela ?

      1. Oi Danielle,

        As proporções sempre mudam de acordo com a função que você quer para a vela. Vou dar um exemplo em quantidades.

        Exemplo 1 – Se você quer uma vela que ilumine e enfeite, mas que tenha um perfume suave:
        Para cada 500g de cera de coco T2

        Use aproximadamente, 166g de todos os óleos e gorduras que você quiser usar, incluindo sempre, as essências, os óleos essenciais e as manteigas.
        Dos 166g, 40g são em essências ou *óleos essenciais e o restante, 126g seriam em manteigas ou outros óleos vegetais.

        Exemplo 2 – Se você quer uma vela bastante perfumada usando a cera coco T2; dos 166g, 80g são em essências ou *óleos essenciais e o restante, 86g seriam em manteigas ou outros óleos vegetais.

        *Lembre que o uso dos óleos essenciais não podem passar de 6% do peso da cera, ou seja, 30g de óleo essencial para cada 500g de cera.
        Então, se você for usar os óleos essenciais e também quiser usar as essências, você poderia adicionar: 30g de óleo essencial + 10g de essência, totalizando 40g do exemplo 1 ou 30g de óleo essencial + 50g de essência, totalizando 80g do exemplo 2.

        1. Oi carla,

          A que temperatura e ordem eu deveria misturar os oleos e essencias considerando o blend de cera t-02? O fabricante fala que a temperatura de envase é de 60o C. Porém fiquei em duvida pois você fala que não podemos misturar as essenciais em temperaturas muito altas.

          1. Oi Letícia,

            60°C é a temperatura de envase padrão para a parafina, envasando assim a vela fica brilhante, porém, eu não sei se isso se aplica para o lote que você comprou de cera vegetal T2. Se a função do envase à 60 for simplesmente deixar a vela brilhante, não vejo motivo para fazer isso.
            Você leu esta informação no laudo técnico do fabricante? Se foi, devemos seguir e confiar, já que as informações contidas no laudo passaram por testes, agora, se o fabricante simplesmente te falou isso sem base nenhuma, aí já fica complicado acreditar. Eu confiaria, mas ficaria com uma pulguinha atrás da orelha.

            Uma coisa é fato; algumas fragrâncias só “grudam” nos cristais da cera quando adicionadas próximo dos 60 graus, (isso evita a ocorrência de syneresis, “sangramento” da essência. Porém, se você adicionar a essência ou qualquer óleo essencial na cera à 60 graus, boa parte dela vai evaporar. Já os óleos vegetais, você pode adicionar à 60 sem problemas.

            Te indico derreter a cera, após estar completamente derretida, adicione os óleos vegetais, misture bem e só por último, adicione as essências.

  29. Boa noite, Carla! Vi que suas velas ficaram bem branquinhas, já vi velas de outras pessoas que usaram a cera de coco e também ficaram branquinhas, e no post que você fala sobre cada cera você descreve a cera de coco como branca. Eu vinha usando cera de soja pura e de palma pura pra fazer as velas, mas desisti porque não consegui uma mistura que desse certo então comprei a de coco, porém ela veio bem mais amarela que as de soja e palma e a vela também ficou bem amarelada. Você tem ideia do que pode ter acontecido? Será que tem a ver com lote?

    1. Oi Laura, a cera de coco costuma ser bem branquinha também. Realmente não sei se foi seu lote, pode ser.

      Mas tem outro fator. Toda cera, se aquecida acima da temperatura correta, acaba queimando, e um dos sinais de que a cera queimou, é justamente ela mudar de cor e ficar amarelada.
      Outra coisa que muda a cor da cera, são algumas essências. Toda essência fotossensível pode deixar a cera amarelada ou esverdeada com o tempo.

  30. Olá, primeiramente queria dizer que você está me salvando com esse conteúdo maravilhosoooo.
    Fiquei com uma dúvida quando você dá a dica de acrescentar 1/3 de gordura a mistura… eu li todos os comentários, e também os outros conteúdos, e vi que você nos lembra que é importante dosar a quantidade de gordura da “receita”, visto que a essência também é oleosa, acrescentar esse 1/3 de gordura temos que diminuir a dosagem de essência? ou manter a quantidade de até 40ml de essência não irá causar interferência significativa?

    Desculpe acrescentar mais um pergunta, rs :

    no conteúdo sobre blends de essência você usa como exemplo um blend que leva um pouco de gordura, seria viável usar um blend que leva gordura mais esse 1/3 de gordura na composição? ou já seria gordura demais? kkkk

    1. Oi Letícia, obrigada, fico feliz :)

      A resposta é complexa mesmo. Você poderia usar tanto o 1/3 de óleo incluindo na conta a essência como também sem incluir. Tudo vai depender do seu blend e do tipos de ceras que você estará usando. Inclusive a função da sua vela também influenciaria isso.

      Você quer uma vela perfumada? Ou uma vela que enfeite e ilumine? Se você quiser uma vela que enfeite, a quantidade do óleo que deverá ser usada é somente para evitar que a vela rache, neste caso, deveria incluir a essência na conta do 1/3.
      Agora, se você quer uma vela que faça a queima “piscina” e ela é de cera de soja Mix, então é necessário excluir os 40ml de essência da conta do 1/3.
      Se a vela será de coco T2, então tem que incluir a essência na conta do 1/3.
      Espero não ter te confundido mais…
      No final, usando ou não a essência na conta do 1/3 não traz uma diferença tão drástica, pois estamos falando de uma confecção com 40ml para cada 500g de cera. O que dá somente 8% do uso.
      Além disso, o tipo do óleo/gordura está também diretamente ligado na conta. Como exemplo: Se você resolver usar uma gordura que é sólida em temperatura ambiente (manteiga de cacau), ou um óleo que é líquido em temperatura ambiente, (óleo de damasco).

      Mas o melhor mesmo é sempre testar e fazer muitos testes de proporções com os produtos que você tem em casa. :)

      Na post sobre os blends de essências, você está falando deste? https://umdocedia.com.br/como-criar-um-perfume-intenso-e-duradouro-para-sua-vela-de-cera-vegetal/
      Se sim, não seria viável usar mais 1/3 de gordura, pois o exemplo foi dado usando como base a cera de coco, que já é muito emoliente. Colocar mais gordura/óleo nela, faria uma vela muito mole, (mais mole que vela de massagem). Mesmo tendo usado manteiga de cacau, que é sólida em temperatura ambiente.

      1. Não confundiu não, era exatamente isso que eu queria saber !!! Muito obrigada !!!!!!

        Mas você me atentou a algo, ao procurar óleos e gorduras, eu vi que existe a gordura de palma e o óleo de palma, se eu utilizasse a cera de coco T2 aconselharia usar a gordura ou o óleo de palma? Ou nenhuma das duas e sim, apenas a manteiga de cacau (vi que você a indica bastante) ou óleo de coco !
        Estou pensando em fazer velas aromáticas para venda, e estou buscando todo tipo de informação possível, sei que dá pra usar apenas a cera de coco t2 + essência, mas se existe uma forma de melhorar essa composição eu optaria por fazer a “composição melhorada” , rs.

        1. Que ótimo! :)

          Como a cera T2 já é bem oleosa/mole, se você colocar 1/3 de qualquer óleo líquido ou gordura “mole/pastosa” na confecção da vela, você irá terminar com um produto que não vai aguentar o transporte até o cliente.
          A manteiga de cacau, é bem firme em temperatura ambiente, então eu te indicaria usá-la. Mas se a gordura de palma que você encontrar for tão firme quanto a manteiga de cacau, então daria para usar também, (eu acho que ela será mais molenga, tipo a gordura Primor, mas não custa nada você tentar).

          Eu te sugiro fazer um teste, misturando a T2 com as gorduras que você quer usar. Dê uma cura de umas 2 semanas, e veja como a vela irá se comportar durante a queima e quanto irá exalar da fragrância.

          :**

  31. Carla,
    Primeiramente parabéns pelo trabalho e pela dedicação em responder todos os comentários. O que você faz aqui não existe!!
    Uma dúvida bem besta (desculpa rsrs) esse rolo de algodão que você recomenda já é um pavio pronto? Digo, é só colocar no ilhos e usar como pavio?

    Obrigada mais uma vez

    1. Oi Márcia, obrigada :)

      Sim, pode considerar esse rolo de algodão já pronto para uso.
      Basta colocar o ilhós e cortar. Ele não vem banhado em cera, mas saiba que nenhum fio precisa ser banhado antes de usar nas velas.

  32. Bom dia Carla,
    Primeiramente, parabéns pelo conteúdo!

    Tenho algumas dúvidas em relação à confecção de velas artesanais com cera de coco pura, eu gostaria de usar óleo essencial devido suas propriedades. No caso, se eu utilizar a cera de coco pura devo fazer alguma mistura ou apenas ela? Estou pesquisando muito sobre prós e contras do óleo, gostaria que meu produto fosse 100% vegetal, neste caso, devo utilizar o óleo, correto?

    Se eu estiver falando alguma besteira me corrija, sou nova nessa área. rs
    Obrigada!

    1. Oi Letícia, obrigada :)

      A cera de coco pura é muito “mole”, ela não aguenta ser exposta ao calor ou sol, então se você for enviar suas velas pelos correios, ela irá se desfazer.

      Eu te indico usar a cera de coco com a de candelilla, (ela tem as propriedades muito parecidos com a cera de abelha, mas é vegana). (Use aproximadamente 50% de cada ou 70% candelilla e 30% coco).
      Também daria para fazer com cera de arroz, mas o ponto de fusão dela é muito elevado, o que não é bom para o óleo essencial.

      Velas com óleo essencial ficam com o cheiro bem suave e perdem suas funções terapêuticas se a piscina de cera formada pela chama do pavio for muito elevada. Então saiba; que este tipo de vela é a mais difícil de produzir. Qualquer alteração durante o derretimento e confecção “estraga” as propriedades da vela. Sem contar que, tudo que queima gera CO2 (dióxido de carbono), e sabemos que, ele contribui para a mudança do clima do planeta. Claro que o que uma única chama de vela produz, não é capaz de destruir o planeta, mas é bom pensar e saber disso.

  33. Oi, Carla. Adorei seu conteúdo, consegui eliminar muitas dúvidas!
    Tenho uma dúvida, se eu fizer vela em pote de vidro com cera tipo coco e pavio de algodão trançado tenho que parafinar o pavio com a cera de coco? Se sim, como seria a melhor forma de fazer isso?

    Obrigada :)

  34. Oi Carla, tudo bem? Seus posts são uma verdadeira aula, principalmente as dúvidas que vc responde dos colegas. Parabéns pelo conteúdo e pela generosidade em compartilhá-lo.

    Meu interesse é por velas desmoldadas. Atualmente, uso canos de pvc para poder fazer base de concreto, resina e/ou pedras, cera eco mix e essência. Nunca usei gordura ou estearina. A eco mix derreto +- 70 graus, espero baixar 60 graus e coloco 10% da essência.

    1) Ocorre que a vela não tem apresentado uma textura lisa, sempre fica com pontos meio enrugados. O que posso alterar para ter uma textura lisa?
    2) Tenho interesse em migrar para cera vegetal, mas fiquei na dúvida se a cera de coco -T2 atende a vela desmoldada? Ou neste caso seria melhor, por exemplo, usar 50% de soja pura e 50% de coco t-2? Ou ainda, ajustar essas proporções para incluir a gordura?
    3) Dúvida: o % de óleo de damasco (quero tentar usar para ver se melhora a fixação da essência) entra na conta do % de gordura para deixar ela mais emoliente? Ou no caso do uso da cera coco t2 não há necessidade da gordura, só do damasco por causa da fragrância?

    Antecipadamente, agradeço a ajuda.
    Abs,
    Erica

    1. Oi Erica, tudo ótimo. Espero que com você também :)

      Os pontos enrugados que aparecem é no topo da vela ou na lateral?
      A eco Mix tem 50% de parafina. Pra parafina ficar bem lisa e brilhante, ela precisa ser envasada nos moldes por volta dos 70 graus. Mas se adicionar a essência nessa temperatura, não vai ficar com cheiro nenhum. (Infelizmente, não dá para ter tudo).
      Você usa vaselina ou alguma gordura para untar os moldes? Talvez seja isto que cause os pontos enrugados. Realmente não consigo pensar em outra causa.

      A cera de coco T2 não serve para velas em moldes. Só daria usando misturada com outras ceras. 30% no máximo.
      Se incluir a gordura, aí que não dá pra usar mesmo. Pois a T2 já é muito oleosa e consecutivamente mole. Ela só serve mesmo para velas em recipientes.
      Se fosse uma vela pura de T2 não precisaria colocar mais nada, pois ela já é tão oleosa/porosa, que a fragrância volatiza bem.

      Se ainda assim, você quiser testar e acrescentar o óleo de damasco, ele deve entrar sim na % da gordura. Caso contrário vai desequilibrar completamente a queima da sua vela e vai ficar soltando fumaça preta.
      Mas o óleo de damasco tem a mesma função de qualquer outra gordura. A única diferença dela para a gordura vegetal, é que a gordura vegetal não tem cheiro e passou por processo de hidrogenação, (que deixa-a sólida em temperatura ambiente).

      A fragrância está ligada à volatilização (evaporação) da essência. E quanto mais porosa (oleosa) for a cera, mais conseguimos sentir o perfume na vela.

      1. Oi Carla, muito obrigada pelo retorno. As ranhuras, que parecem umas estrias, são na lateral da vela. Eu uso vaselina na parte de baixo do cano pvc, mas na lateral não uso nada pq o cano é aberto.

        1. Essas estrias são normais. É uma característica das ceras vegetais. Elas, são os cristais da cera se formando.
          As vezes aparecem mais e as vezes menos.
          E quanto mais colorida for a vela, mais perceptível ficam essas esfrias.

          Se você usar um blend com maior proporção de parafina, as estrias tendem a diminuir.

  35. Olá Carla, tudo bem ?

    Primeiramente, quero agradecer pelas postagens e dizer que seu blog está sendo a luz no fim do túnel que eu estava precisando rsrsrs

    Iniciei há duas semanas testes para começar a produzir velas aromáticas em potes para vender. De primeira, comecei com cera de soja, essência e aqueles pavios prontos parafinados. A aparência até que ficou boa, mas não formou o melting pool (acredito que por conta do pavio) e não consegui sentir muito cheiro. Pensei que poderia ser por conta do pavio e da temperatura que estava colocando a essência (entre 65 e 70 C, pois se eu coloco em menos, as cera já começa a endurecer e não consigo colocá-la no vidro). O que você acha que pode estar acontecendo ?

    Então, decidi testar a cera de coco. Para cada 500g de cera, estou usando 50g de essência. Estou usando pavio de algodão e ainda não acendi pois ainda estão curando, mas percebi algo diferente das velas de algumas lojas que comprei para ver o comportamento da queima. Ela está em um aspecto airado e em algumas partes bem mole. Poderia ser a temperatura ? (quando tira ela do fogo está aproximadamente em 80 C e coloco a essência entre 60 e 70 C)

    Você poderia me dar alguma sugestão? Estou pensando em fazer um blend de soja com coco ou coco com palma, colocar a essência quando a temperatura estiver abaixo de 60 C para evaporar o menos possível e não deixar a temperatura da cera passar de 70 C enquanto derrete, o que você acha ?

    Desde já, muito obrigada pela atenção! Um beijo, Carol. (:

    1. Oi Carol,

      Você já leu este artigo sobre perfume em velas? Lá pode ter algumas respostas para você.
      https://umdocedia.com.br/como-criar-um-perfume-intenso-e-duradouro-para-sua-vela-de-cera-vegetal/

      As ceras vegetais não podem ser aquecidas acima dos 70 graus, principalmente a de coco, para ela o ideal é não passar de 60. Caso contrário, podem sofrer alterações no aspecto.

      O blend de soja com coco ficará muito bom. Pode usar 60% coco e 40% soja ou 50% de cada.
      O ideal é usar 10% do peso da vela em essência, mas se a sua não estiver exalando nada, suba para 15%.

      :**

  36. Oi Carla, tudo bem?
    Estou procurando uma cera ideal para fazer velas aromáticas que tenham uma queima lenta… você sabe me dizer se uso mix cera vegetal de soja ou apenas cera de coco? ou ainda utilizar outra ?

    1. Oi Wanessa,

      A cera com a queima mais lenta que eu conheço é a de abelha. Ela é a melhor que tem.
      Existe também a cera de candelilla, (opção muito parecida com a de abelha, porém, é vegetal).

      A de coco queima muito rápido, então não serviria para você. (Ela é ótima para velas aromáticas, mas queimará rápido).
      Outras opções seriam a cera de carnaúba, ou a eco mix que você comentou, porém a eco mix é 50% parafina + 50% soja.

      Se você quiser um lançamento de fragrância bem forte e intenso, não procure por velas de queima lenta. Use a de coco mesmo, que será melhor. Ou então, faça testes de blends. Ex. Eco mix + cera de coco ou cera de coco + palma + candelilla.

      1. Ok! Vou optar pela cera de coco T2 então! Essa característica de queima rápida não é vista de maneira ruim né?
        E outra coisa, para o pavio.. você indica o trançado do armarinho São josé ? que ilhós eu compro para montar o pavio de 3mm nesse caso? Ilhós para pavio fino/médio ou grosso?

        1. Depende do seu cliente, se ele quiser uma vela duradoura, com a Coco T2 ele não terá isso. Mas vai depender muito se ele já está acostumado com a queima de uma vela comum (parafina).

          Isso, o do São José de 3mm. (Mas pra coco T2 que é bem oleosa, dá pra usar também o de 2mm ou 2,5mm, depende da oleosidade da sua cera).
          Pode usar o ilhós padrão (médio), é só fazer uma “pontinha” com adesivo no fio de algodão (tipo ponta de cadarço). Te sugiro primeiro passar todos os ilhóses, depois ir cortando o fio.

  37. Oi Carla, tudo bem?
    Primeiro, parabéns pelo conteúdo, único lugar que eu achei informações super úteis e gratuitas!!
    Estou com umas dúvidas, quando eu faço uma vela exclusivamente com cera de coco T-02 eu preciso misturar óleo de coco ou gordura vegetal? Se sim, qual a proporção? Eles entram junto no fogo ou quando a cera atinge uma determinada temperatura?

    E com qual temperatura eu acrescento a essência nessa mistura?

    Em relação à questão ética a cera de soja 100% pura seria a melhor né? A produção dela é igual quando faz com cera de coco T-02?

    Obrigada,
    Anna.

    1. Oi Anna, obrigada :)
      Eu acredito muito no compartilhamento S2.

      Não precisa misturar nada na cera de coco T2, ela já é bastante oleosa e exala bem a fragrância. (Só lembre de escolher uma essência de qualidade, e lembre-se também que a essência já é oleosa).
      Se você quiser acrescentar mais gordura, pode. Mas cuidado, senão sua vela ficará molenga.
      Se for acrescentar a gordura, espere a cera estar completamente derretida. Desligue o fogo, acrescente e misture por uns 2 minutos. (Misture devagar pra não formar bolhas de ar).
      Espere a cera atingir aproximadamente 55 graus e só depois, acrescente a essência.

      Quanto à questão ética, nem a cera de soja se “salva” tanto. Afinal, a produção em massa do grão da soja também não é lá muito ética… Este é um assunto beeeeem longo e delicado. E infelizmente, não dá para ganhar todas.

      A produção da vela com a cera de soja é um pouco diferente em relação a cera de coco. A soja é mais “difícil” de acertar. Ela é instável e com qualquer mudança de temperatura, tua vela pode rachar ou ficar deformada.
      Mas dá para usá-la numa boa. Só demanda mais testes e blends.

  38. Oi, Carla
    Estou amando seu blog. Preciso de uma ajuda com proporção. Gostaria de usar cera de coco, cera de soja e manteiga de cacau. Fiz uma tentativa, mas ficou muito gordurosa, talvez pela essência. :(

    1. Oi Gabriela,

      Sua vela é em recipiente? E será para qual propósito? Perfumar ou para massagem?
      Se for para massagem, então a mistura bem gordurosa é melhor.

      A cera de coco é beeeem oleosa, então a vela precisa ser em potes, não dá para ser moldada. Mesmo misturando cera de soja, ela ainda ficaria bem “mole”. Inclusive, nem precisa usar a manteiga de cacau, (ela daria mais “corpo/profundidade” pra fragrância, mas não precisa). (Você tá usando a coco T2, né? E a de soja é qual, Mix ou *soja pura?).

      Se for para perfumar, tente uma mistura de: 50% cera de coco + 30% cera de soja + 10% manteiga de cacau + 10% de essência.
      Ou: 40% cera de coco + 35% cera de soja + 10% manteiga de cacau + 15% de essência.

      *Se for usar a soja pura, cuidado, pois ela pode fazer a vela ficar “pipocada”.

      1. Oi Carla
        Muito obrigada pela resposta. Seu site está salvando minha vida! ❤️❤️❤️

        A vela seria em lata, para perfumar. E sim, soja “pura” e coco t2. Vou tentar essas misturas. Muito obrigada!!

  39. Estou fazendo testes com a cera ecomix + gordura vegetal e não tenho tido bons resultados na questão do aroma…..por isso pensei em usar a cera de coco T02…mas no site do vendedor diz que ela deve ser envasada com temperatura de 60-63 graus… mas pela tabela de evaporação de essência somente as de fundo e algumas de corpo toleram esta temperatura sem evaporar. Isto significa que nem preciso colocar essencia de saida pq vao sumir né? Vc já testou cera T02 com aroma? Qula deu mais certo pra ter um cheiro gostoso que exale? Obrigada.

    1. Oi Geisa,

      Se o produtor indica envasar em 60~63 graus, então você deve seguir, mesmo que perca parte da essência. (Pois esta temperatura garante que o óleo da essência “grude” nos cristais da cera).
      Sim, adicionar nesta temperatura, fará com que você perca boa parte das fragrâncias de saída, mas não perderá tudo.

      Já usei a T2, e como ela é bem emoliente, a essência “gruda” e exala bem. Mas é necessário usar essências de qualidade.
      Se 10% não estiver exalando, suba para 15% ou até 20%.

      Ambas as ceras são boas e exalam bem, mas a qualidade da expansão da fragrância está mais ligada na qualidade e quantidade da essência usada na cera.

  40. Boa tarde Carla, tudo bem? Admiro muito você e seu site tem me ajudado MUITO! Gratidão.
    Estou com problemas em relação ao aroma.. não está volatizando, fica muito fraco, porém usei 10 ml para 100 g e não sei como melhorar a performance do aroma na vela. Utilizei a cera de coco T2 sem nenhum adicional, além da essência zara home. O que posso fazer ? há algo que posso adicionar?

  41. Olá!! Adorei as suas dicas!! Muito úteis para quem está iniciando.
    Uma dúvida, na cera de coco tipo 02 ( cera de arroz, cera de palma e cera de coco) posso acrescentar alguma gordura ou óleo para fixar mais o aroma? Qual seria a proporção sugerida?

Deixe um comentário para Denise Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: