Vela de cera de coco

Extremamente clara, sem cheiro e de excelente queima, a cera de coco é um dos melhores produtos para produzir velas vegetais e não poluentes. Ela tem muitas das características da cera de abelha, sua composição é 100% de origem natural, livre de óxido de etileno, não emite gases tóxicos e é biodegradável, além de ter um suave cheiro de coco.

A sua única desvantagem, fica no preço, já que em comparação com a cera de soja, a cera de coco chega a ser 5 vezes mais cara.

Materiais:

– Cera de coco, aqui,
– Cera de palma, aqui,
– Essência de base oleosa,
– Pavio,
– Casca de coco, aqui e aqui, ou copos de vidro.

Instruções:

– Use o próprio coco como medidor, para isso, basta enche-lo cerca de 3/4 com as ceras raladas ou granuladas, (use metade de cada uma das ceras),
– Despeje as ceras na panela e leve-a ao fogo em banho-Maria,
– Assim que derreter completamente, adicione a essência, (lembre-se de só adicionar a essência com a cera morna, se ela estiver muito quente, uma parte da fragrância irá evaporar, diminuindo a potência do perfume),
– Misture com muito cuidado e delicadamente, para evitar criar bolhas de ar dentro da vela,
– Pingue algumas gotas da cera derretida no fundo do coco e grude o pavio,
– Em seguida, despeje o restante da cera,
– Deixe a vela endurecer em temperatura ambiente sem mexer o coco de lugar,
– Quando a vela estiver completamente endurecida, corte o excesso do pavio.

Dicas:

  • Acrescentar 50% de cera de coco e 50% de cera de palma oferecerá um acabamento mais liso, brilhante e consistente à vela.
  • A cera de coco tem ponto de fusão à 35°C e a de palma à 57°C.
  • Essas ceras não são hidrossolúveis, ou seja, não podem ser misturadas com água.
  • É importante usar essência oleosa, pois só ela se misturará perfeitamente, nunca use essência aquosa ou alcoólica.
  • Misturar 1/3 de gordura de coco com 2/3 de cera de coco, dará mais fixação para a essência, porém só serve para velas que não serão desmoldadas.
  • Quanto mais óleo for usado em proporção com a cera de coco, mais forte ficará a essência, porém mais rápido o pavio irá queimar, e o desempenho da vela será menor.
  • As ceras de coco e palma só podem ser usadas para produzir velas em recipientes, se desejar velas moldadas, use então 50% de parafina na proporção, do contrário, ela se desmanchará quando acesa.
  • Misturar cera de soja à cera de coco, formará uma vela mais “sólida”.
  • Cada cera contém hidrocarbonetos diferentes, uns mais inflamáveis e outros menos, isso determina não só a qualidade da vela como também sua duração.

Fotografia: Bine Güllich do Was Eigenes

2 thoughts on “Vela de cera de coco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: