Vela de cera de coco

Extremamente clara, sem cheiro e de excelente queima, a cera de coco é um dos melhores produtos para produzir velas vegetais e não poluentes. Ela tem muitas das características da cera de abelha e da cera de palma, sua composição é 100% de origem natural, livre de óxido de etileno, não emite gases tóxicos e é biodegradável, além de ter um suave cheiro de coco.

A sua única desvantagem, fica no preço, já que em comparação com a cera de soja, a cera de coco chega a ser 5 vezes mais cara.

Materiais:

– Cera de coco, aqui,
– Cera de palma, aquiaqui,
– Essência de base oleosa,
– Pavio,
– Casca de coco, aqui e aqui, ou copos de vidro.

Instruções:

– Use o próprio coco como medidor, para isso, basta enche-lo cerca de 3/4 com as ceras raladas ou granuladas, (use metade de cada uma das ceras),
– Despeje as ceras na panela e leve-a ao fogo em banho-Maria,
– Assim que derreter completamente, adicione a essência, (lembre-se de só adicionar a essência com a cera morna, se ela estiver muito quente, uma parte da fragrância irá evaporar, diminuindo a potência do perfume),
– Misture com muito cuidado e delicadamente, para evitar criar bolhas de ar dentro da vela,
– Pingue algumas gotas da cera derretida no fundo do coco e grude o pavio,
– Em seguida, despeje o restante da cera,
– Deixe a vela endurecer em temperatura ambiente sem mexer o coco de lugar,
– Quando a vela estiver completamente endurecida, corte o excesso do pavio.

Dicas:

  • Acrescentar 50% de cera de coco e 50% de cera de palma oferecerá um acabamento mais liso, brilhante e consistente à vela.
  • A cera de coco tem ponto de fusão à 35°C e a de palma à 57°C.
  • Essas ceras não são hidrossolúveis, ou seja, não podem ser misturadas com água.
  • É importante usar essência oleosa, pois só ela se misturará perfeitamente, nunca use essência aquosa ou alcoólica.
  • Misturar 1/3 de gordura/óleo de coco com 2/3 de cera de coco, dará mais fixação para a essência, porém só serve para velas que não serão desmoldadas.
  • Quanto mais óleo for usado em proporção com a cera de coco, mais forte ficará a essência, porém mais rápido o pavio irá queimar, e o desempenho da vela será menor.
  • As ceras de coco e palma só podem ser usadas para produzir velas em recipientes, se desejar velas moldadas, use então 50% de parafina na proporção, do contrário, ela se desmanchará quando acesa.
  • Misturar cera de soja à cera de coco, formará uma vela mais “sólida”.
  • Cada cera contém hidrocarbonetos diferentes, uns mais inflamáveis e outros menos, isso determina não só a qualidade da vela como também sua duração.

Fotografia: Bine Güllich do Was Eigenes

16 thoughts on “Vela de cera de coco

    1. Olá Stella,

      Você pode usar sim 50% de cada uma, mas tudo dependerá do acabamento que você quiser, para velas desmoldadas, o ideal seria usar parafina, pois é mais “dura” que a cera de soja, porém, muitas das ceras de soja Brasileiras não são puras e já tem parafina na composição. Ou seja, você terá que descobrir a proporção da sua cera antes de usar. Mas faça um teste: Use 50% de cada, deixe esfriar, desmolde, acenda e fique de olho para ver como a cera se comporta acesa.

      Beijos :)

  1. Olá!
    Amei seu post. Estava a procura de receita para fazer vela com cera de coco e palma.
    Você disse que a cera de coco e a cera de palma tem pontos de fusão diferentes. O que isso significa quando estiver fazendo a vela?
    O que seria a gordura de coco (seria o óleo de coco)?

    1. Oi Flávia,

      Obrigada, fico muito feliz que tenha gostado. :)

      O ponto de fusão designa a temperatura a qual uma substância passa do estado sólido ao estado líquido.

      1 – Quando você for fazer a vela, terá que derreter a cera, certo? Então, ela precisará estar completamente em estado líquido para poder ser misturada aos outros ingredientes como; essências, corantes, outros tipos de ceras, etc.

      2 – Na hora de acender a vela já pronta e confeccionada por você, há de se lembrar que cada uma das ceras que você usou tem um ponto de fusão diferentes, porém, quando elas forem combinadas, “ganharão” um novo ponto de fusão, quase como um híbrido entre 35°C à 57°C, e a temperatura irá depender do quanto em proporção que você usará para fazer a vela. Você irá observar que velas feitas com mais cera de coco e menos cera de palma tendem a derreter muito mais rápido do que velas com mais cera de palma e menos cera de coco.

      A gordura de coco é sim o óleo de coco, só que algumas marcas vendem o gordura bem sólida, já outras vendem uma gordura bem líquida. (Isso também varia dependendo da temperatura do dia). O ideal é usar somente as gorduras que contém cerca de 90% de ácidos graxos extraídos mediante prensagem da polpa do coco.

      1. Carla, muito obrigada pela rápida resposta.
        Você indica algum curso on-line ou presencial para uma pessoa que quer conhecer mais dessa aérea de vela de cera vegetal? A cera de soja 100% é impossível comprar no Brasil ou somente no exterior?

        1. Imagina, Flávia. :)

          Eu não poderia indicar nenhum curso, me desculpe.

          Nunca vi nenhuma cera de soja Brasileira que fosse 100% soja. Você teria que comprar a importada. Do Ebay: https://goo.gl/Vsq7Jc é bem barata, mas o frete não é.

          O que você poderia fazer, é usar outros tipos de ceras, como: Carnaúba ou de abelha, só que ambas, são bem amareladas e possuem cheiro forte, então se for confeccionar velas perfumadas, tem que lembrar disso.
          Dica: A cera de carnaúba é muito dura e tem um ponto de fusão muito maior que as outras ceras (78 graus Celsius), ou seja, usar só um pouquinho dela tem quase o mesmo efeito que misturar parafina nas ceras vegetais. https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1014224735-cera-de-carnauba-tipo-1-pura-em-escamas-1-kg-_JM?matt_tool=86155663&matt_word&gclid=Cj0KCQiAuefvBRDXARIsAFEOQ9Fms2pv0uoia8dUwKscNneV0EbMnINGEqTa3rmfdwU6FL8O6Q6IsPwaAnviEALw_wcB&quantity=1

  2. Oioi! Novamente pra dizer que estou amando seu site.
    A essência para vela precisa ser essência específica de vela ou essência de base oleosa (como comentou) serve tb? Quero fazer velas que possa vender como vela 100% vegetal.
    Essência específica para vela não estou achando muitas opções.

  3. Oi Carla, boa noite!
    Eu vi uma “receita” de vela vegetal com cera de coco, palma e óleo de damasco.
    Pra que serve o óleo de Damasco na vela? Tem sugestão de quantidade para testar junto com as duas ceras (coco e palma)?

    1. Oi Flávia,

      O óleo de damasco serve para fixar e dar mais “poder” para a essência. Mas eu nunca usei. (Acredito que ele também ajude a dar um acabamento mais liso e sem imperfeições). Só não esqueça que quanto mais óleo for usado em proporção com a cera, mais forte ficará a essência, porém mais rápido o pavio irá queimar, e o desempenho da vela será menor.

      Acredito que a quantidade para uso deva seguir a mesma em proporção respectiva: Coco + Palma + Damasco = 45% + 45% + 10% ou 50% + 40% + 10% ou 40% + 50% + 10%.
      Sendo o óleo de damasco sempre o menos usado. E só podem ser usadas para produzir velas em recipientes. Do contrário, ela se desmanchará quando acesa. (A menos que use no mínimo 50% de parafina, neste caso, poderá fazer velas desmoldadas).

          1. Pode deixar. Estou adquirindo o material e vou fazer o teste.
            Gostaria muito de entrar nesse ramo de vela de cera vegetal então estou torcendo para que dê certo.
            Essa mistura de palma, coco e damasco é utilizada por uma marca nacional e também li que a Voluspa usa esse mix.
            Volto para te contar.
            Muitoooo obrigada por sempre responder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: