Vela de cera de carnaúba

Pouco falada, mas muita mais usada em grande escala nas super industrias para produção de acabamentos de madeiras, pisos, automóveis, móveis, cosméticos e até em alimentos. A cera de carnaúba é natural, mais barata e um excelente substituto às velas de cera de abelha.

Ela é muito dura e tem um ponto de fusão à 78 graus Celsius, (muito maior que as ceras mais comuns, que não passam de 57 graus). O ponto de fusão designa a temperatura a qual uma substância passa do estado sólido ao estado líquido, ou seja, usar só um pouquinho dela na confecção de velas com cera de coco ou palma tem quase o mesmo efeito que misturar parafina nas ceras vegetais. Dando mais firmeza e consistência à vela. Isso determina não só a qualidade como também sua duração.

Por outro lado, a cera de carnaúba é bem amarelada, chegando até a ser marrom escuro ou esverdeada e possui um cheiro característico, que pode atrapalhar na confecção de velas perfumadas.


Vantagens

Extremamente dura,
Ponto de fusão alto,
Não poluente e não bioacumulativo,
100% vegetal,
Preço mediano, (~R$60,00 por Kg).

Desvantagens

Cor amarelada ou até marrom,
Odor característico,
Se usar em excesso, pode trazer rachaduras na vela pronta,
Se durante o derretimento, ela queimar, ficará com a coloração alterada.


Materiais:

– 1/3 de cera de carnaúba tipo 1 ou 3, aqui e aqui, (quanto menor o número, mais refinado foi o processo de extração, mais clara será a cor e menos cheiro terá),
– 1/3 de cera de coco, aqui, (pode substituir por cera de palma),
– 1/3 de óleo de coco,
– Essência de base oleosa para velas, (opcional), aqui,
– Panela e bowl para banho-Maria,
– Pavio,
– Latas ou potes de vidro, (quanto mais largo o pote, mais pavios deverão ser usados juntos),
– Tesoura, fita adesiva e qualquer vareta/cabo de madeira.

Obs.: Note que usar essência com a cera de carnaúba não anulará seu odor característico, apenas disfarçará.

Instruções:

– Prenda os pavios na lata usando a ajuda de fita adesiva e varetas,


– Em seguida, coloque a cera de carnaúba na panela e leve ao fogo baixíssimo até derreter completamente, (após derreter, cuidado para não queimar, pois essa cera queimada muda sua coloração), (se quiser mais controle na temperatura, use o método de banho-Maria),
– Após a cera estar completamente derretida, retire-a do fogo, acrescente a cera de coco e o óleo de coco,
– Misture até ficar completamente incorporado,
– Quando não estiver mais tão quente, quase para morna, adicione a essência, misture e despeje na lata,
– Deixe esfriar e solidificar completamente antes de usar.

Fotografia: Scratch Mommy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: