Qual pavio usar na sua vela com cera natural?

Muita gente não sabe, mas os pavios não se diferem somente pela espessura. Há diversos tipos de materiais e funções para cada um deles.


Como funciona a queima de uma vela?

De modo muito simples e fácil de entender; quando você acende sua vela, o calor do fogo derrete a cera ao redor do pavio, o pavio então “suga” esta cera derretida até a sua ponta, que então é consumida pelo fogo.

A função do pavio é a de fornecer combustível para o fogo. Por ação capilar o pavio leva a cera liquefeita até a chama.

O pavio é o “condutor” da cera derretida, a cera/parafina é o combustível do fogo, e o ar é o comburente.

Quanto menor a temperatura de queima da vela, mais rápido ela será consumida e mais fuligem ela tende a produzir.

*Qualquer aditivo usado nas ceras, (essências, pigmentos, micas, especiarias, desidratados, óleos, gorduras e etc), podem alterar a queima e desempenho do pavio. (Algumas essências aumentam ou inibem a chama, alguns pigmentos e o ácido esteárico podem até levar a chama à apagar).


Quais espessuras de pavio encontramos no mercado?

É comum acharmos pavios de fibras com espessuras de 1mm, 1,2mm, 1,5mm, 2mm, 2,5mm e 3mm.

E pavios de madeira com espessura de 1mm, 2mm ou 3mm e largura de 9mm, 13mm, 16mm e 19mm.

A espessura ou a largura do pavio determina o diâmetro da queima. Cada 1 hora de queima, produz ao redor da chama centímetros de piscina de cera que mudam de tamanho conforme o diâmetro do pavio e o tipo de cera.

A altura do pavio, determina a altura da chama. Quanto mais alta for a chama, mais o fogo irá oscilar e a queima tende a ser de combustão incompleta. (Não deixe seu pavio maior do que 0,5cm).


Tipos de pavio

Pavio de algodão banhado: O mais comum de todos, barato e fácil de encontrar, porém, este pavio é banhado em parafina, então se você confecciona velas naturais, ele não serve para você.

Pavio trançado flat (ou chato): Composto por várias fibras de algodão trançadas entre si. O diâmetro de queima por hora pode variar de ~49mm á ~98mm dependendo da espessura do pavio.

Pavio de algodão trançado redondo: Também composto por várias fibras de algodão trançadas entre si. O diâmetro de queima pode variar de ~58mm á ~130mm dependendo da espessura do pavio.

Pavio tratado com ácido bórico, (borax): São pavios tratados quimicamente para não liberarem fuligem e/ou fumaça preta. O ácido bórico é um retardante de chamas e em altas concentrações é tóxico. (*Não posso afirmar que este seja um uso super seguro na confecção das velas naturais. Mas com toda a certeza, não é um uso necessário, pois acredito que o “descontentamento” com a fumaça do pavio, seja menor que o “malefício” de usar o ácido bórico).

Pavio com núcleo de cobre: Feito com fibras de algodão com um finíssimo fio de cobre no meio. Ele produz uma chama menor, com menos luminosidade e consecutivamente mais duradoura. Funciona melhor em velas de parafina.

Barbante de algodão: Sim, o barbante muitas vezes é usado na confecção de velas, porém, este não é o material ideal para servir de pavio para sua vela natural. Pois ele não consegue “sugar” e conduzir a cera derretida de forma eficiente, logo, a queima também não ocorre de forma eficiente.

Fio torcido

Fio trançado redondo

Fio trançado achatado

A desvantagem dos pavios de algodão, é que temos que apará-los sempre após cada queima, desta maneira, o mantemos sempre com o comprimento certo para uma queima mais estável.

A vantagem é o fácil acesso e preço baixo.

Pavio mágico: Feito de algodão e pó de magnésio, este metal é responsável por “soltar” estrelinhas no pavio e reacendê-lo quando recém apagado.

Pavio para velas em gel: É bem firme, pois é de algodão trançado e é banhado com parafina de baixa intensidade que mantém a chama bem baixa e estável.

Pavio ECO de algodão com filamentos de papel: É composto por fibra de algodão e micro papel entrelaçado. Foi desenvolvido para ter uma queima mais estável com diminuição de fumaça e fuligem. É “autocortável” e não produz tantos grumos como o algodão puro. Serve para todos os tipos de cera. (Nunca usei este tipo de pavio, sei que existe, pois já li sobre ele, mas sinceramente, não sei como se comporta na prática).


Pavio de cânhamo ou rami: É um cordão torcido feito com fibras naturais de cânhamo banhado em cera de abelha. Proporcionam um núcleo de queima mais quente e maior rigidez. Pode ser utilizado com todos os tipos de ceras. Requer menos “aparagem” em comparação com o pavio de algodão, não produz grumos na ponta do pavio e não emite gases tóxicos.
Ele é um excelente pavio, mas ainda é pouco usado aqui no Brasil e o produto importado é caríssimo. (Dá pra comprar por aqui em tabacaria).


Pavio de madeira: Estes pavios são geralmente feitos com madeira extraída da árvore pau-de balsa, (uma madeira leve, resistente e de crescimento rápido). O seu formato pode ser achatado, cruzadas ou em tubo, a espessura é sempre fina, produz uma chama larga e alta, que facilita a formação da piscina de cera, (mas por isso, correm o risco de ficarem submersos caso a cera derreta muito rapidamente). Eles estalam, dando a sensação de lareira acesa. Funcionam melhor em velas que contenham parafina, soja ou palma. Alguns pavios feitos com madeira, precisam ser embebidos em óleo antes de serem usados nas velas. A desvantagem, é que essa madeira embebida, tende a ficar rançosa muito rapidamente, o que pode estragar a cera e produzir uma chama fedorenta.

Atenção: Usando qualquer um dos tipos dos pavios acima, é extremamente necessário usar ilhós no fundo dos recipientes, principalmente nos copos de vidro. O ilhós garante que quando a vela chegar ao final da queima, o calor do pavio não seja responsável por estourar o vidro.


Preciso banhar o pavio?

Definitivamente, não. O pavio já ficará em contato com a cera durante a queima da vela, então não há necessidade de banhá-lo com antecedência. (Mas lembre-se, o fio de algodão está cheio de ar, e quando o usamos e ele fica em contato com a cera derretida e que acabou de ser vertida nos copos, há troca desse oxigênio pela cera usada. Esse oxigênio tenta sair pela parte mais frágil da vela, (que é o centro e a superfície da mesma), sendo assim, se sua cera esfriar muito rapidamente, pode ser que algumas bolinhas de ar fiquem presas ao redor do pavio.

Qual o pavio ideal para minha vela?

Responder sobre isso é muito complexo e variável. Cada pavio se comportará de maneira diferente, dependendo das combinações e tipos de cera, tamanhos de recipientes e tipos de fragrâncias.

Atente-se também, que os tamanhos diferentes dos pavios fazem com que quantidades diferentes ​​de cera (combustível) sejam puxadas para a chama.

Por exemplo: A cera de soja precisa de um pavio bem mais espesso do que a parafina para criar a piscina de cera no mesmo espaço de tempo.

Por isso, o ideal é fazer vários testes com pavios diferentes, curas diferentes, recipientes diferentes e tempos de queima diferentes. Assim, você consegue determinar qual o melhor material para o seu tipo de cera, duração da vela, copos e combinações com os aditivos.

Para velas em recipientes, o resultado ideal, é aquele onde a mistura de ceras + aditivos + o pavio, consigam criar uma chama uniforme que na queima de 2 á 3 horas, crie uma piscina de cera por todo o diâmetro do copo.

Se a piscina não se formar no prazo de 2~3 horas, ou se a vela estiver com a chama muito fraca/apagando, troque o pavio por um com um diâmetro/largura maior. Se o copo for muito largo, use 2 ou mais pavios.

Se a chama estiver muito alta, oscilando ou com fumaça preta, primeiro tente apará-la para que fique com no máximo 0,5cm de altura. Mas se isso não resolver, mude então sua mistura de ceras.


Caso você tenha mais alguma dúvida sobre velas de ceras vegetais, por favor, leia meus demais artigos e todos os comentários:

Vela de cera de soja
Dicas e respostas sobre velas – Ceras de soja, coco, abelha e mais
Dicas e respostas sobre velas – Guia sobre “problemas” com cera de soja
Velas com óleo essencial, sim ou não?
Vela de soja com flores naturais
Como criar um perfume intenso e duradouro para sua vela de cera vegetal

Aproveita e me siga no instagram. ;)


Fotos extraídas de fontes diversas: Shop Wood Wicks e Candle Science

12 thoughts on “Qual pavio usar na sua vela com cera natural?

  1. Olá! Gostaria de saber por favor qual pavio vc recomenda para um vidro pequeno de 40ml e para um maior de 145ml ? O ilhós nesses dois casos pode ser do mesmo tamanho também?

    1. Oi Renata,

      O ilhós pode ser o mesmo.
      Qual o diâmetro do seu copo? Isso é mais importante que a capacidade dele.
      E qual cera você irá usar?

      Se for cera de coco T2 e o copo tiver menos do que 5,5cm de diâmetro, então pode usar um pavio de ~2mm de espessura.
      Se for cera de soja, palma ou abelha, e o copo for de 6cm á 8cm de diâmetro, então use o pavio de 3mm de espessura.

  2. Olá, qual pavio você recomendaria para um pote pianezza 210?
    Eu uso cera de coco a rigor… Uso pavio da Thomsom, puro, porém ele está criando enormes cogumelos :(

    1. Oiiieee,

      Esse pavio já vem banhado? Se sim, saiba que foi com parafina e provavelmente, foi tratado com ácido bórico (que é um retardante de chama), pra sua vela com cera natural, usá-lo não é tão legal.

      Pra cera de coco T2 pura, pode usar um pavio redondo de 2mm ou o achatado de 2,5mm. Mas faça testes antes, pois dependendo da essência, você deverá usar um pavio mais grosso ou mais fino. O teste deve ser feito com a vela curada por 1 semana e com uma queima de 4 horas.

  3. Eu faço velas pequenas orgânicas, com cera T2 em “copinhos” de cimento. Qual o pavio mais recomendado? Comprei um de algodão 100% mas ele sai uma fumaça escura que não gostei, e também fez esse efeito “cogumelo” (ele não é encerado, é natural). Gostaria de usar um que tivesse uma queima mais limpa.

    1. Oi Evelyn,

      O pavio irá depender do diâmetro do seu copo.
      Caso seu copo tenha até 5cm de diâmetro, tente um pavio chato de 2mm de espessura.

      Já os cogumelos e a fumaça preta, ocorrem quando o pavio “chupa” muita cera e a chama não dá conta de queimar todo esse combustível. Pra evitar, tem que diminuir a espessura do pavio e cortá-lo para que se mantenha com no máximo 0,5cm de altura antes de toda queima.

  4. Oie, tudo bem? Gostaria de saber qual o tipo e espessura ideal do pavio para cera vegetal em moldes de silicone (como aqueles de cubos). Estou fazendo os testes e todas formam bolas para cima e racham.

    1. Oi Giulia,

      As bolhas que estão formando provavelmente não são por causa do pavio, o rachado também não é. Isso acontece por conta da mistura e da altura em que você despeja a cera no molde, por conta da retração da parafina, por conta do clima do dia, por conta da temperatura do derretimento e envase, e por fim, por conta do tipo de cera que você está usando.
      Mas eu não poderia te afirmar sem ver sua vela.

      O tipo e espessura do pavio, vai depender do tamanho da sua vela. Velas desmoldadas não devem ser feitas com mistura de cera que seja muito emoliente, pois não teriam uma queima correta.
      Se a tua vela tiver aproximadamente 8cm de diâmetro, você poderia usar o pavio redondo de 2,5mm de espessura. Mas faça testes usando os pavios chatos e redondos de 2mm.

  5. Oi Carla, tudo bem?

    Primeiramente parabéns pela publicação e por esse site maravilhoso que esta me ajudando muito na criação das velas para a minha marca.

    Qual pavio você recomenda para quem usa cera de coco?

    Quero fazer velas veganas e que não prejudicam o meio ambiente.

    Obrigado!

    1. Oi Rodrigo,

      Use o pavio de algodão ou cânhamo. As espessura pode ser entre 1,5mm á 2mm, (mas isso dependerá do diâmetro do copo, o formado também, faça testes com o chato e com o redondo trançado).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: